Nova lei quer incentivar a produção e pesquisa de erva mate no estado

Notícias

Nova lei quer incentivar a produção e pesquisa de erva mate no estado

"A iniciativa tem o objetivo de promover a produção, a industrialização, o consumo da erva-mate e produtos derivados, por meio de instrumentos como incentivo ao crédito, à pesquisa e à assistência técnica."


Estadual


   Um novo projeto de lei pode recolocar no radar do agronegócio uma folha que estampa a bandeira do Paraná: a erva-mate. A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Assembleia Legislativa aprovou no último dia 09 a Política Estadual de Incentivo À Erva-Mate.

   A ideia é aproveitar as alternativas de derivados da erva-mate, que já faz parte da indústria cervejeira, de cosméticos, de licores, entre outras.  Agora, para ser aprovado, o projeto de lei - que já passou pelas comissões de justiça, finanças e agricultura da Assembleia Legislativa - precisa ir a plenário e ser aprovado em três votações antes de ir à sanção do executivo.

   Levantamento do Instituto de Florestas do Paraná aponta que a erva-mate é o principal produto florestal fora do segmento madeireiro. O Valor Bruto da Produção (VPB), calculado com base na produção e no preço pago aos produtores, gira em torno de R$ 530 milhões. O obstáculo, contudo, é o preço da arroba: de R$ 6 em 2011, passou a R$ 18 em 2014 e hoje está na faixa de R$ 14. Entre 70% e 80% da produção paranaense é de pequenas propriedades, sobretudo no Sul do estado.


Fonte: Gazeta do Povo


11/07/2018
09:39