COPEL ANUNCIA QUE NÃO HAVERÁ CORTE DE LUZ DE INADIMPLENTES. PACOTE DO GOVERNO VAI AJUDAR PARANAENSES.

Notícias

COPEL ANUNCIA QUE NÃO HAVERÁ CORTE DE LUZ DE INADIMPLENTES. PACOTE DO GOVERNO VAI AJUDAR PARANAENSES.

“O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou, ontem, um pacote social de R$ 400 milhões para ajudar famílias paranaenses mais vulneráveis a enfrentarem a pandemia do novo coronavírus. "


Estadual


   Entre as medidas estão auxílio financeiro para 300 mil famílias por cinco meses, novos limites de consumo nos programas sociais da Copel e da Sanepar, adiamento das parcelas dos programas de habitação da Cohapar e reforço na compra de insumos da agricultura familiar.

   A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também aprovou um pacote de medidas especiais em resposta à pandemia de coronavírus, incluindo a suspensão por 90 dias de cortes do serviço de eletricidade por inadimplência para consumidores residenciais e serviços essenciais.

   Logo depois a Copel fez o mesmo anúncio, de que não haverá cortes de energia elétrica por falta de pagamento de unidades consumidoras residenciais, inclusive as de baixa renda, além de serviços e atividades consideradas essenciais, conforme a legislação, tais como hospitais e assistências médicas.

   A medida vale para toda a área de concessão da Companhia e tem o objetivo de permitir que as pessoas afetadas economicamente pela crise trazida pela pandemia do coronavírus possam se organizar para realizar os pagamentos.

   O governador afirmou que o pacote social é um conjunto de medidas que atende a necessidade daqueles que mais podem sofrer no curto prazo. Algumas iniciativas já estão sendo efetuadas, como a distribuição da merenda escolar para beneficiários do Bolsa Família. “É a área mais importante nesse momento. Muitas pessoas vão perder parte da renda ou a totalidade dela. Contabilizamos R$ 400 milhões para enfrentar o novo coronavírus nessa primeira etapa”, afirmou Ratinho Junior.

   Com a recomendação de isolamento e a suspensão de atividades, muitos trabalhadores de baixa renda podem vir a ficar sem recursos para se manter, caso a crise do coronavírus se estenda pelos próximos meses.

 

Fonte: Bem Paraná.


26/03/2020
08:24
Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Whatsapp