ISOLAMENTO POR CORONAVÍRUS MUDA PADRÃO DE CONSUMO DA INTERNET NO BRASIL.

Notícias

ISOLAMENTO POR CORONAVÍRUS MUDA PADRÃO DE CONSUMO DA INTERNET NO BRASIL.

"A Anatel chegou até a recomendar a provedores que aumentem a capacidade fornecida aos usuários por causa da doença"


Saúde


   O isolamento social causado pelo coronavírus aumentou o consumo de internet e causou mudanças no padrão de consumo da rede. O tráfego de dados usados em conferências de vídeo, serviços de streaming, notícias e sites de comércio virtual subiu desde a declaração da pandemia — principalmente nos países mais afetados.

   Segundo o IX.br, projeto do Comitê Gestor da Internet no Brasil que promove infraestrutura do Ponto de Intercâmbio de Internet, houve um aumento do tráfego, mas nada fora do normal.

   A Anatel chegou até a recomendar a provedores que aumentem a capacidade fornecida aos usuários por causa da doença, inclusive com acesso sem cobrança na franquia de dados a informações oficiais do Ministério da Saúde. As operadoras de telefonia, em posicionamento conjunto, afirmaram que "reforçaram o compromisso com a garantia de conectividade".

   De acordo com a Cloudflare, empresa especializada em serviços para internet, não é incomum que existam diferenças de tráfego durante períodos do dia e é normal o aumento em eventos específicos, como as Olimpíadas ou a Copa do Mundo — e até manifestações religiosas como o Ramadan, época de jejum tradicional da cultura islâmica.

   Na Europa, onde a crise causada pela doença está mais acentuada, os Pontos de Intercâmbio têm apresentado alta no consumo de banda de 10% a 20% em países como Alemanha e Reino Unido — e até 40% na Itália, país com o segundo maior número de casos registrados da doença.

 

 

 

 

 

Fonte: G1


23/03/2020
08:21
Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Whatsapp